We use essential cookies to make Venngage work. By clicking “Accept All Cookies”, you agree to the storing of cookies on your device to enhance site navigation, analyze site usage, and assist in our marketing efforts.

Manage Cookies

Cookies and similar technologies collect certain information about how you’re using our website. Some of them are essential, and without them you wouldn’t be able to use Venngage. But others are optional, and you get to choose whether we use them or not.

Strictly Necessary Cookies

Always Active

These cookies are always on, as they’re essential for making Venngage work, and making it safe. Without these cookies, services you’ve asked for can’t be provided.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Amazon
  • Google Login
  • Intercom

Functionality Cookies

These cookies help us provide enhanced functionality and personalisation, and remember your settings. They may be set by us or by third party providers.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Chameleon
  • Intercom
  • Algolia

Performance Cookies

These cookies help us analyze how many people are using Venngage, where they come from and how they're using it. If you opt out of these cookies, we can’t get feedback to make Venngage better for you and all our users.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Mixpanel
  • Intercom
  • Google Analytics
  • Hotjar

Targeting Cookies

These cookies are set by our advertising partners to track your activity and show you relevant Venngage ads on other sites as you browse the internet.

Show cookie providers

  • Google Ads
  • Google Tag Manager
  • Facebook
  • Pinterest
  • Produto
  • Soluções
  • Modelos
  • Aprenda
  • Preço

Representando uma teoria da mudança visualmente

By Lydia Hooper, May 02, 2022

teoria da mudança

As teorias da mudança são ferramentas úteis para os profissionais que trabalham no setor social. Destinam-se a descrever o que as organizações de impacto social esperam ter e explicar por que estão fazendo determinados esforços para obter os resultados pretendidos.

Na Venngage, sabemos que os recursos visuais são essenciais para ajudar as pessoas a entender e a lembrar de ideias importantes, especialmente as complexas. Portanto, embora possa ser desafiador representar visualmente teorias da mudança, esses recursos podem fornecer a imagem coerente necessária para envolver as partes interessadas e, assim, tornar a mudança mais possível.

Quer representar visualmente a teoria da mudança da sua organização, mas não tem experiência em design? Não se preocupe. Qualquer pessoa pode criar recursos visuais usando os modelos fáceis de editar e o editor de arrastar e soltar da Venngage.

Índice:

O que é e para que serve uma teoria da mudança?

Uma teoria da mudança é uma ferramenta dinâmica que as organizações do setor social (organizações sem fins lucrativos, fundações, empresas sociais, etc.) usam para explicar:

  • As pessoas que elas servem/favorecem
  • O que elas fazem e como elas fazem isso
  • Por que elas fazem isso: o impacto que elas esperam ter

Aqui está um exemplo de como um processo de teoria da mudança pode ser se estiver explorando os resultados e impactos pretendidos que uma organização estabelece para melhorar o bem-estar de uma criança:

teoria da mudança

Em vez de descrever a mudança organizacional (a mudança que acontece na organização, que faz parte do change management tradicional), este infográfico mostra a mudança que acontece na sociedade.

Como você pode ver no exemplo, uma teoria do processo de mudança é uma descrição abrangente de como uma organização pretende efetuar mudanças, descrevendo as ligações causais (resultados iniciais, intermediários e de longo prazo) e o impacto geral que se espera das mudanças identificadas.

As teorias da mudança são essenciais para organizações que buscam ter algum impacto social para serem bem-sucedidas.

Elas podem ajudar a equipe e as partes interessadas a:

  • Esclarecer o progresso e a definição de sucesso, e o que é preciso para chegar lá
  • Identificar os recursos necessários e/ou outros fatores que podem afetar o sucesso
  • Definir o que a organização é e não é capaz de influenciar
  • Saber que dados coletar e como usá-los para tomar decisões que melhorem os resultados

Voltar ao índice

Como é uma boa teoria da mudança?

Uma teoria da mudança deve ser iterativa – deve mudar com o tempo (em inglês) com base no que a organização aprende.

Não deve ser:

  • Uma maneira de compactar o que a organização já está fazendo
  • Uma tarefa feita sem grande atenção simplesmente para satisfazer financiadores ou investidores
  • Um documento que fica em uma prateleira (ou escondido em arquivos compartilhados)
  • Um conceito fixo que limita a inovação

Uma teoria da mudança precisa ser significativa. Ela descreve como a organização está atendendo a uma necessidade importante? Fornece uma perspectiva geral sobre como e por que a mudança social está acontecendo? Faz isso de forma completa, convincente e persuasiva?

teoria da mudança

Embora deva ser cativante, uma teoria da mudança também deve ser credível. Isso significa que não deve se basear em conjecturas, pressupostos subjacentes ou ideias preconcebidas, mas deve ser informada pela experiência, evidência, percepção e/ou pesquisa relevante.

É mais provável que a teoria seja plausível quando estiver fundamentada em dados e descrever os recursos necessários para tornar a mudança possível. Isso inclui:

  • recursos financeiros ou outros materiais
  • partes interessadas e apoiantes
  • cronogramas para atividades e resultados

Acima de tudo, uma teoria da mudança deve ser útil, uma ferramenta capaz de ajudar a organização a acompanhar e medir os resultados e o progresso ao longo do tempo. Deve também especificar o que será medido e como, bem como de que maneira essas medições informarão as decisões e ações futuras.

Voltar ao índice

Como desenvolver uma teoria da mudança

Desenvolver uma teoria da mudança exige um esforço considerável e concentrado. É por isso que as organizações geralmente contratam avaliadores, como funcionários ou consultores, para ajudá-las a articular e agir de acordo com estruturas lógicas.

Da coleta de dados à representação visual da teoria da mudança, aqui estão os 7 passos básicos para desenvolver uma teoria da mudança:

teoria da mudança

O restante deste artigo se concentrará nesta última etapa, que é comumente ignorada, mas fundamental, especialmente para o envolvimento das partes interessadas e, portanto, para o sucesso geral.

Voltar ao índice

Por que é importante representar visualmente sua teoria de mudança

Uma vez que uma organização tenha feito o trabalho para articular sua teoria da mudança, haverá muitas pessoas interessadas em entendê-la. Financiadores ou investidores desejarão ver se a organização fez as pesquisa necessárias, os membros do conselho e da equipe vão querer alinhar as metas e expectativas, e as pessoas da comunidade podem querer avaliar seu nível de responsabilidade e confiabilidade.

Para que a teoria da mudança seja significativa e útil, ela precisa ser articulada de uma maneira que seja fácil de entender e agir. Algumas organizações criam documentos longos, enquanto outras procuram apresentar sua estrutura em um diagrama visual conciso, mas muitas vezes complicado, como nestes exemplos:

teoria da mudança

Fonte: Conselho Nacional de Organizações Voluntárias

teoria da mudança

Fonte: USAID Learning Lab

teoria da mudança

Fonte: USAID Learning Lab

Como você pode ver nos exemplos acima, um dos maiores desafios em todo o processo de criação de uma teoria da mudança é que é muito fácil criar diagramas visuais que não fornecem uma imagem coerente ou adequada da teoria da mudança, de acordo com um relatório da UNICEF. É por isso que muitas vezes as pessoas compilam narrativas abrangentes, mas muitas vezes elas são igualmente difíceis de entender.

Uma visualização de dados clara e convincente de uma teoria da mudança exige consideração cuidadosa, mas pode servir a um propósito importante, de forma que o esforço vale a pena. De acordo com pesquisas, os recursos visuais não apenas ajudam as pessoas a lembrar melhor as ideias, mas também podem aumentar a motivação, que é um ingrediente importante para qualquer tipo de mudança social.

Por que pode ser desafiador representar uma teoria da mudança visualmente

Uma das razões pelas quais pode ser tão desafiador visualizar uma teoria da mudança de forma eficaz é que muitas vezes ela precisa atender a vários públicos ou a vários propósitos (ou ambos).

Algumas partes interessadas procurarão os detalhes fundamentais, mas o recurso visual deve servir ao propósito de ajudar todos a ver o quadro geral. É fácil fazer um recurso visual muito simplista ou muito complicado, como é frequentemente o caso de gráficos informativos em geral. É preciso prática para aprender a encontrar um equilíbrio, para que o recurso visual descreva a teoria completamente, mas não sobrecarregue quem o visualiza.

Este infográfico separa o problema e o impacto do restante da teoria da mudança, tornando mais propício para o público entender a história. O uso de codificação de cores para diferenciar as áreas envolvidas em resultados e desempenho também torna mais fácil tirar conclusões do infográfico:

teoria da mudança

Às vezes, as organizações também usam metáforas visuais, como este exemplo que usa os exemplos da chuva e do solo:

teoria da mudança

Fonte: USAID Learning Lab

Mas usar metáforas pode ser complicado. Em vez de torná-la mais fácil de entender, elas podem tornar as coisas mais complicadas do que precisam ser.

Além disso, algumas audiências se conectarão com algumas metáforas mais do que outras. Às vezes, as partes interessadas podem ficar tão entusiasmadas com uma metáfora que têm dificuldade em abandoná-la, mesmo quando já não for mais útil.

As metáforas também podem ser difíceis de serem transmitidas visualmente, especialmente se você não se dedicou a essa prática como os designers profissionais.

Na verdade, esta é a principal maneira pela qual um designer profissional pode ser um parceiro útil.

Frequentemente, as organizações pensam (erroneamente) que precisam de um profissional para criar um gráfico digital bem projetado apenas porque se sentem intimidadas pelo software de design.

Isso faz algum sentido: quando se trata de software, pode ser difícil encontrar o certo – ele precisa ser flexível o suficiente para permitir complexidade e beleza. A boa notícia é que este é o ponto em que a Venngage se encaixa perfeitamente, com milhares de lindos modelos relevantes para os negócios, um editor fácil de usar e até a capacidade de permitir que vários membros da equipe colaborem (em inglês) em um projeto compartilhado.

teoria da mudança

Voltar ao índice

Como representar visualmente sua teoria da mudança

Agora que você sabe o motivo pelo qual a sua organização precisa não apenas produzir uma teoria da mudança, mas também representá-la visualmente, vou explicar em detalhe o melhor processo que você pode usar para criar com cuidado o recurso visual que fará a diferença.

1. Conheça o seu público

Ajuda muitíssimo saber desde o início quem você espera que veja a teoria da mudança da sua organização e seja movido por ela.

O que você acha que essas pessoas mais estão procurando? Como você pode ter certeza de que a impressão duradoura causada pelo seu recurso visual será responsável por ajudar sua organização a ter mais sucesso?

Entender seu público e com o que ele se identifica é fundamental para moldar a mensagem e criar o conteúdo visual que chamará a atenção e os manterá engajados:

teoria da mudança

Quando iniciar esta jornada criativa complexa, conhecer seu público será uma luz que o guiará, então conheça-o muito bem antes de começar.

2. Descreva os elementos principais

Além disso, antes de iniciar sua representação visual, você deve ter pelo menos um esboço dos elementos básicos da teoria da mudança de sua organização:

  • Contribuições, como recursos humanos, materiais ou financeiros
  • Atividades e cronogramas
  • Produtos, como número de pessoas treinadas, refeições servidas, etc.
  • Resultados, a longo prazo e intermediário
  • Impacto desejado

Se fizer sentido, você também pode descrever coisas como:

  • Necessidade e contexto da comunidade
  • Como as partes interessadas irão colaborar
  • O processo pelo qual a teoria da mudança foi desenvolvida
  • Lista de/links para recursos adicionais, como uma estrutura de avaliação

Embora essas listas não sejam exaustivas, lembre-se de que os melhores recursos visuais contêm texto limitado para facilitar a leitura.

Você não precisa incluir todas as informações em seu recurso visual e, na verdade, nem deveria.

Seu recurso visual provavelmente será um resumo e você pode fornecer explicações mais detalhadas em outros documentos, se desejar. O objetivo do seu esboço neste momento é dar uma ideia de quais tipos de conteúdo você sabe que deseja incluir.

3. Selecione um formato apropriado

Quem visualiza deve ser capaz de seguir a lógica em sua teoria da mudança, então escolha um formato visual básico que se adeque à sua teoria.

Os formatos lineares podem ser horizontais, verticais ou serpenteados, como estes:

teoria da mudança
teoria da mudança

Estes são superfáceis de ler e de fazer, razão pela qual são ótimos se você é iniciante em representações visuais, se seu público é novo no assunto e/ou se sua teoria é relativamente direta. À esquerda ou no topo, devem estar as contribuições e as atividades, com os resultados e impactos na parte inferior ou direita.

Para mais exemplos de modelos lineares na forma de infográficos de processo ou fluxogramas, leia:

Os formatos cíclicos também são fáceis de criar e ler, mas só são adequados se ajudarem seu público a entender um ciclo de feedback fundacional ou várias partes fundamentais de um todo.

Aqui estão alguns modelos mostrando ciclos, como este sobre o modelo de mudança de Lewin:

teoria da mudança

Ou este que descreve o processo de reivindicação de seguro, mas você pode sempre personalizá-lo para representar visualmente seu modelo de teoria da mudança:

teoria da mudança

Fluxos complexos podem ser mais difíceis de fazer de uma forma que não seja difícil para pessoas novas no assuntos entenderem. Eles são mais apropriados se o seu público tiver um conhecimento mais avançado e/ou se você tiver muita prática em fazer diagramas claros e eficazes.

Se você estiver tentado a usar esse formato porque acha que sua teoria é complexa, considere se é importante para os outros entender essa complexidade ou se é apenas uma preferência sua.

Se esta for realmente a melhor solução, você pode tentar um de nossos modelos inteligentes, que você pode personalizar facilmente para incluir todas as partes que forem apropriadas:

teoria da mudança

Depois de ter uma ideia de qual deles se adequará melhor à sua teoria, público e nível de habilidade, você terá algumas opções para saber o que pode fazer a seguir.

Esboce algumas ideias gerais com caneta e papel (ou caneta e tablet), ou analise uma biblioteca de modelos para obter inspiração.

Independentemente de qual delas você escolher, tente não se distrair com detalhes como cores ou ícones ainda, esses detalhes virão mais tarde.

4. Prepare o conteúdo para alcançar concisão e clareza

Agora chegou o momento de ultrapassar o obstáculo mais difícil: resumir informações para que fique o conteúfo visualmente agradável.

Você precisa se lembrar do seu público e do que é importante para ele. Percorra seu texto e seja ousado. Realce o que é fundamental e risque qualquer coisa que seja descritiva ou que não apoie diretamente as informações destacadas.

Você pode ler nossa postagem sobre como resumir informações para seus recursos visuais ou assistir ao nosso webinar gratuito:

teoria da mudança

Agora você pode usar seu texto editado e o formato visual selecionado para preparar um rascunho. Se puder, tente manter este rascunho com uma formatação básica e em preto no branco.

5. Peça o feedback das partes interessadas

Antes de se perder em detalhes como cores, ícones, setas, etc., aproveite a oportunidade para falar com seu público. Essa é a etapa que geralmente é pulada, e é por isso que tantas representações visuais da teoria da mudança falham.

O objetivo nesta fase NÃO é impressionar seu público, mas ajudá-lo a melhorar sua representação visual. Se você tiver sorte, poderá conhecer melhor seu público também.

Antes de investir mais profundamente no design, seu público pode dizer se o formato visual e o texto com o qual você está trabalhando estão funcionando. Eles também podem dizer o que você precisa mudar para torná-los melhores. Pessoas diferentes terão opiniões diferentes a oferecer, portanto, pergunte a quem mais importa.

6. Aprimore seu design com elementos visuais

Depois de ter uma ideia mais clara do que precisa mudar, você está pronto para chegar mais perto da conclusão do projeto. Pode ser necessário voltar a uma etapa anterior ou fazer pequenas alterações no texto ou nos fluxos.

Esta é a fase em que você pode finalmente começar a pensar nos recursos especiais que provavelmente associa à palavra “design” ou “visualização de dados”. Prefira usar as cores de marca (em inglês) da organização e adicione alguns ícones ou fotos de uma biblioteca organizacional.

Se você estiver usando a Venngage para representar visualmente sua teoria de mudança, poderá adicionar imagens, ícones e ilustrações ao seu design com apenas alguns cliques. Oferecemos mais de 40 mil ícones e ilustrações, bem como mais de 3 milhões de imagens de arquivo para ajudá-lo a representar visualmente todas as ideias que quiser:

teoria da mudança

Você pode adicionar cores ou logotipos de marca à sua teoria de mudança visual usando a ferramenta Minha Marca também. Carregue os elementos da identidade visual da marca no mídia kit:

teoria da mudança

E aplique-os ao seu design com um clique:

teoria da mudança

Se você realmente quer impressionar as pessoas com sua visualização de dados final, tente passar por outra rodada de feedback, novamente apenas com o objetivo de aprender. Fale com pessoas diferentes desta vez e pergunte se há mais alguma coisa que eles sugerem que você repense.

Voltar ao índice

Em resumo: represente visualmente sua teoria da mudança para ter certeza de que está no caminho certo para efetuar a mudança social

Uma boa teoria da mudança é indispensável para organizações que procuram criar mudanças sociais e uma representação visual eficaz dessa teoria é a cereja do bolo que não deve faltar.

Lembre-se, a teoria da mudança da sua organização deve ser significativa e útil. Ao fornecer às suas partes interessadas uma “imagem” clara e convincente de sua teoria, você vai ajudá-las não apenas a lembrar sua teoria da mudança, mas também a fazer o que for preciso para passar da teoria para a prática.

Se você é uma organização que deseja criar e representar visualmente uma teoria da mudança, pode começar personalizando os modelos acima ou inscrever-se para ter uma conta gratuita na Venngage e explorar todos os nossos modelos. Não querer experiência em design.

About Lydia Hooper

Lydia Hooper é redatora de design de informações da Venngage. Seus conteúdos sobre visualização de dados e design de informação foram publicados pela Data Visualization Society, UX Collective, SAGE Publishing’s MethodSpace e Evergreen Data. Ela passou mais de quatro anos ensinando pessoas de todas as idades como educadora informal. Lydia também projetou e ministrou workshops para dezenas de organizações, incluindo American Institute of Graphic Arts-Colorado e Rocky Mountain Chapters da Association for Talent Development e da Society for Technical Communication.