Como criar um curso online engajante

By iSpring Solutions, Apr 09, 2021

aprendizado online

O aprendizado online, ou e-learning, oferece várias vantagens para os alunos de hoje, estejam eles no local de trabalho, em um ambiente acadêmico ou em qualquer outro lugar.

Os benefícios incluem a capacidade de escalar o ensino para atingir um público mais amplo do que o treinamento tradicional ao vivo em sala de aula, e também a um custo menor.

Ao fazer uso de elementos interativos como questionários interativos, simulações de diálogo, cenários e multimídia, o e-learning é um meio altamente engajante que pode levar a um desenvolvimento mais rápido dos colaboradores.

Tarefas administrativas como inscrição em cursos, notas e relatórios podem ser automatizadas por meio do sistema de gerenciamento de aprendizagem que hospeda seus cursos, permitindo que instrutores e designers instrucionais gastem tempo no que é importante e não em tarefas rotineiras.

Confira este infográfico para ver mais benefícios do e-learning:

beneficios elearning

Com todas essas vantagens, não é surpresa que a indústria de e-learning esteja crescendo. Se você está pronto para começar a criar cursos online, siga esta estratégia simples para se colocar no caminho do sucesso.

Passo 1: Defina metas e objetivos de aprendizagem

Um objetivo de aprendizagem é uma maneira concisa de dizer qual é o resultado esperado para o aluno após a conclusão do curso; em suma, é o que eles serão capazes de fazer depois de adquirir habilidades ou conhecimento durante a instrução.

No local de trabalho, isso geralmente corresponde ao comportamento no trabalho. Por exemplo, os objetivos de aprendizagem podem incluir:

  • Descrever os recursos de um novo produto
  • Trocar o pneu de um carro corretamente
  • Selecionar o item mais apropriado para recomendar ao seu cliente com base em suas necessidades exclusivas

Você pode notar que cada objetivo começa com um verbo ou uma “palavra de ação.” Além disso, cada objetivo é algo que pode ser observado e mensurado.

É claro quando alguém executa estas tarefas corretamente, e você poderia fornecer feedback ou orientação se eles não forem capazes de executar a tarefa (dica: conecte seus objetivos de aprendizado à sua avaliação, que discutiremos mais adiante no artigo).

Seus objetivos de aprendizagem fornecem um roteiro tanto para você quanto para o aluno.

Como designer, os objetivos de aprendizado são sua estrela guia; qualquer conteúdo que sustente seus objetivos é necessário para incluir em seu curso e qualquer conteúdo que não sustente diretamente esses objetivos é supérfluo e desnecessário.

Os objetivos fornecem uma orientação semelhante para seus alunos, respondendo à pergunta: “O que eu ganho com isso?” e dizendo-lhes o que devem esperar do curso.

Passo 2: Organize o trabalho com os especialistas no assunto e as partes interessadas

Ao longo do processo de desenvolvimento do curso, você trabalhará com especialistas no assunto (SMEs) e partes interessadas. Definimos cada função como:

como desenvolver curso online

Por exemplo, se você estiver criando um curso de treinamento de vendas, seus SMEs podem incluir o vice-presidente de vendas, gerentes de vendas e até mesmo os próprios vendedores.

As partes interessadas adicionais podem ser a liderança executiva que encomendou o curso e o gerente de projeto encarregado de supervisionar a implementação da nova iniciativa de treinamento.

É importante definir funções e responsabilidades para ambas os SMEs e as partes interessadas no início do processo de design, para ajudar a garantir um desenvolvimento tranquilo do curso.

Ao determinar quem deve estar envolvido, em quais pontos do processo e quais são suas responsabilidades em relação ao fornecimento e revisão do conteúdo do curso, você correrá menos risco de revisão e retrabalho assim que começar a criar o curso.

Passo 3: Crie um storyboard do curso

Depois de compilar todas as informações que farão parte do seu curso, a próxima etapa é mapeá-lo no que é conhecido como um “storyboard”. Isso pode ser na forma de um documento ou deck de apresentação, ou até mesmo um protótipo ou maquete com a aparência do produto final.

O objetivo do storyboard é que seus SMEs e partes interessadas revisem o conteúdo do curso, a complexidade e a sequência de atividades antes de criar qualquer coisa na ferramenta de criação.

Além do conteúdo escrito, inclua também quaisquer imagens, multimídia (como vídeos ou podcasts) e instruções de navegação sobre como os alunos irão progredir no curso.

Você quer dar aos seus revisores uma compreensão completa de como será a aparência do curso e de cada módulo de microaprendizagem que ele incluirá.

Aqui está um exemplo de storyboard de e-learning para um slide de introdução no curso:

storyboard elearning

É muito mais simples e rápido fazer alterações em um documento neste estágio inicial do que posteriormente no processo.

O investimento de tempo gasto na criação de um storyboard é um tempo bem gasto, pois, você será recompensado com uma criação mais rápida do curso e uma revisão da experiência posteriormente no processo de desenvolvimento.

Passo 4: Escreva o script

Similar a uma peça de teatro ou a um filme, o roteiro é a linguagem do curso. Isso inclui toda a narração de áudio, bem como todo o texto na tela.

O designer instrucional deve escrever esta linguagem do curso com base nas informações fornecidas pelo(s) SME(s), que podem vir de qualquer número ou tipo de arquivos de origem.

Durante esta etapa, é importante considerar não apenas como as palavras soam, mas como elas aparecem na tela. Leia o roteiro em voz alta para si mesmo enquanto o escreve; se você ficar com a língua presa ou confuso ao lê-lo, também não soará bem para seus alunos.

Procure usar frases curtas e concisas, escritas em um tom de voz natural de conversação.

Se é provável que seus alunos concluam o curso em dispositivos móveis, você também pode usar trechos curtos de texto que os alunos possam ler com o mínimo de rolagem.

Em última análise, o conteúdo de seu curso será mais eficaz e mais engajante se ele for escrito (e narrado!) por um ser humano, e não por um robô.

Passo 5: Crie o curso em uma ferramenta de criação

Assim que seu storyboard for aprovado pelas partes interessadas, você estará pronto para começar a criar o curso online!

ferramenta de criação é o software onde o curso ganha vida.

Muitas dessas ferramentas usam um layout baseado em slides, semelhante ao PowerPoint, onde os designers podem adicionar o conteúdo do curso usando uma variedade de elementos de design, como texto, imagens, infográficos, vídeo e até mesmo interações.

Existem algumas ferramentas, iSpring Presenter por exemplo, que usam o PowerPoint como base. Portanto, você pode construir um curso da mesma maneira que cria uma apresentação e, em seguida, publicá-lo no formato online com alguns cliques.

iSpring Presenter

Um slide do curso criado com iSpring Presenter

Passo 6: Adicione avaliações

Pense em seus objetivos de aprendizagem. Quais ações mensuráveis e observáveis seus alunos devem realizar após a conclusão do curso?

Agora é hora de criar avaliações para determinar se seus alunos dominaram o conteúdo ou não. Muitas ferramentas de criação geralmente incluem um criador de questionários que permite criar testes online.

Por exemplo, iSpring Presenter fornece uma variedade de opções de avaliação, que vão desde a múltipla escolha tradicional e testes de estilo verdadeiro/falso, a preencher a lacuna em branco e mover objetos na tela (conhecido como “arrastar e soltar”).

iSpring Presenter funcionalidades

Um slide do questionário criado com iSpring Presenter

A avaliação pode ser tão ativa e impactante quanto a própria instrução, e a criação da avaliação pode ser tão fácil quanto a criação do curso, graças à inclusão de métodos de avaliação comuns pré-construídos na ferramenta de criação.

O uso de feedback com base nas escolhas dos alunos ou desempenho geral também pode adicionar um componente educacional interativo à experiência geral, servindo para reforçar quaisquer conceitos importantes.

Passo 7: Publique o curso

Assim que o seu curso for aprovado pelas partes interessadas, é hora de publicá-lo! Este é o momento emocionante em que seu curso vai ao ar para seus alunos ou para um grupo piloto.

Com base na simplicidade da criação de cursos e avaliações, pode não ser surpresa que publicar seja tão fácil quanto.

Basta clicar em “Publicar” e sua ferramenta de criação produzirá um arquivo que está pronto para ser enviado para seu serviço de hospedagem, como um sistema de gerenciamento de aprendizagem (LMS), site ou até mesmo o YouTube.

Considerações finais

E-learning é uma solução poderosa para os alunos de hoje, tanto em ambientes acadêmicos quanto corporativos.

Com inúmeras vantagens sobre a educação tradicional, o aprendizado online permite que as organizações atinjam públicos globais e criem e atualizem seu conteúdo em um processo rápido e fácil.

Se você quiser criar um curso online, criar um questionário online ou fazer ambos, seguir uma estratégia para o design e desenvolvimento de seu conteúdo ajuda a garantir resultados de alta qualidade.

Capacite seus alunos a alcançarem seus objetivos e os objetivos de sua organização, apresentando-lhes um conteúdo engajante, interativo e relevante para suas necessidades.

About iSpring Solutions

iSpring Solutions é uma empresa internacional de software focada em fornecer ferramentas profissionais de criação de e-learning para clientes corporativos e educacionais em todo o mundo.