We use essential cookies to make Venngage work. By clicking “Accept All Cookies”, you agree to the storing of cookies on your device to enhance site navigation, analyze site usage, and assist in our marketing efforts.

Manage Cookies

Cookies and similar technologies collect certain information about how you’re using our website. Some of them are essential, and without them you wouldn’t be able to use Venngage. But others are optional, and you get to choose whether we use them or not.

Strictly Necessary Cookies

Always Active

These cookies are always on, as they’re essential for making Venngage work, and making it safe. Without these cookies, services you’ve asked for can’t be provided.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Amazon
  • Google Login
  • Intercom

Functionality Cookies

These cookies help us provide enhanced functionality and personalisation, and remember your settings. They may be set by us or by third party providers.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Chameleon
  • Intercom
  • Algolia

Performance Cookies

These cookies help us analyze how many people are using Venngage, where they come from and how they're using it. If you opt out of these cookies, we can’t get feedback to make Venngage better for you and all our users.

Show cookie providers

  • Venngage
  • Mixpanel
  • Intercom
  • Google Analytics
  • Hotjar

Targeting Cookies

These cookies are set by our advertising partners to track your activity and show you relevant Venngage ads on other sites as you browse the internet.

Show cookie providers

  • Google Ads
  • Google Tag Manager
  • Facebook
  • Pinterest
  • Produto
  • Soluções
  • Modelos
  • Aprenda
  • Preço

Data Driven: Saiba o que é e como aplicar na sua empresa

By Alessandro Oliveri, Oct 19, 2023

data-driven

Os dados se tornaram um dos recursos mais valiosos para empresas, e não é exagero dizer que hoje todas companhias de sucesso tomam decisões estratégicas e de inovação com base em dados. A capacidade de coletar, armazenar e, principalmente, analisar e dar significado aos dados se tornou fundamental, e a cultura Data Driven é indispensável para aproveitar o potencial contido nas vastas quantidades de informações a que temos acesso no mundo digital. 

Neste artigo, falaremos sobre os princípios do Data-Driven, seus benefícios e como as empresas podem começar a implementar essa abordagem de forma eficaz em suas estratégias de marketing e de negócios para impulsionar o crescimento e melhorar a tomada de decisão.

Índice:

O que é data driven?

O que exatamente significa ser Data-Driven em um mundo onde os dados estão em toda parte?

Data-Driven não se resume a coletar uma grande quantidade de dados usando ferramentas online. Na verdade, esse é apenas o primeiro passo e a parte mais simples. Data driven significa “orientado por dados”, ou seja, colocar os dados no centro do planejamento estratégico e da tomada de decisão. 

Para isso, é preciso analisar, entender e transformar os dados e informações em estratégias claras. Assim, em vez de depender de suposições, as organizações e profissionais que adotam essa abordagem buscam fundamentar suas escolhas em dados concretos.

Em essência, ao invés de apostar na intuição e aprender com tentativas e erros, uma cultura Data-Driven extrai significados valiosos dos dados e os utiliza para dar suporte à tomada de decisão e criação de um planejamento estratégico sólido.

O que é data driven marketing?

O Data Driven Marketing, ou marketing orientado por dados, é uma estratégia que se baseia no uso de informações e análises para direcionar campanhas e ações de marketing. Por isso, uma empresa orientada por dados tende a obter melhores resultados, já que usam depende de dados concretos, como engajamento, tipo de conteúdo, plataformas, taxa de conversão e taxa de cliques para tomar decisões informadas.

Para ter uma abordagem Data-Driven Marketing, é necessário fazer a coleta, análise e interpretação de uma variedade de dados, incluindo informações demográficas, comportamentais e de preferências dos consumidores. Esses dados são usados para segmentar o público-alvo com precisão, criar personas, personalizar o conteúdo, selecionar e otimizar canais de distribuição e medir o desempenho das campanhas para fazer ajustes usando os dados de desempenho.

Veja, por exemplo, como este modelo de persona usa dados demográficos, comportamentais e os representa visualmente de forma clara:

Modelo de relatório de marketing de persona

Esse ciclo permite que as empresas criem conteúdos mais relevantes, interessantes e direcionados aos consumidores, aumentando a eficácia das campanhas e melhorando o retorno sobre o investimento. 

Além disso, o Data Driven Marketing possibilita uma compreensão mais profunda do comportamento do consumidor, ajudando as empresas a se adaptarem rapidamente às mudanças nas preferências e necessidades do público, bem como descobrir novos nichos de atuação.

Benefícios do marketing orientado por dados

O marketing orientado a dados permite que as empresas avaliem com precisão o desempenho de suas campanhas e a interação do público com suas marcas. Isso inclui a capacidade de rastrear conversões, engajamento e outras KPIs.

Os benefícios do marketing orientado por dados são significativos e variados, e eles podem ser essenciais para o sucesso das ações de marketing. Veja os principais benefícios:

Maior precisão nas campanhas

O data driven marketing permite uma segmentação precisa do público. Isso faz com que o conteúdo de marketing seja altamente relevante, o que aumenta a probabilidade de engajamento e conversão. Além disso, através da análise de dados, as empresas podem personalizar campanhas de marketing e criar conteúdos para atender às preferências individuais dos clientes. 

Personalização

Determinadas campanhas e plataformas podem ter melhores resultados com o uso de vídeos, webinar, tutoriais ou infográficos informativos, enquanto outras podem precisar de mais conteúdo escrito, como artigos e e-books, por exemplo. Isso cria uma experiência mais satisfatória para o consumidor e otimiza os recursos das empresas, ou seja, melhora o ROI, pois menos recursos são desperdiçados em esforços de marketing que não funcionam.

Modelo de infográfico de programa de patrocínio de crowdfunding

Tomada de decisões informadas

Os dados fornecem informações valiosas que auxiliam na tomada de decisões de marketing, como saber quais canais são mais eficazes, quais produtos são mais procurados, quais tipos de conteúdos funcionam melhor e como ajustar estratégias com base no desempenho passado. Isso é fundamental para tomar decisões e criar campanhas que realmente impactam os consumidores.

Melhor experiencia do cliente

O Data Driven ajuda a obter uma compreensão mais profunda do comportamento do público-alvo, seus interesses, necessidades e preferências, o que permite a criação de produtos melhores e mais alinhados com as expectativas do seu público.

Adaptabilidade e inovação

Os dados podem revelar oportunidades não detectadas anteriormente, permitindo a inovação e o desenvolvimento de novos produtos ou serviços. Uma empresa orientada por dados também consegue se adaptar melhor e mais rápido às mudanças nas tendências do mercado, uma vez que têm acesso a dados e conseguem identificar mudanças no padrão das informações. Isso é particularmente importante em ambientes de negócios dinâmicos. 

Em resumo, o marketing orientado por dados oferece às empresas a capacidade de tomar decisões mais informadas, direcionar campanhas com eficácia e criar experiências de cliente mais satisfatórias. É uma abordagem que proporciona um melhor desempenho geral e ajuda a se adaptar às mudanças do mercado com rapidez, permitindo criar roadmaps mais consistentes para novos produtos.

Como aplicar a cultura data driven na sua empresa?

Para construir uma cultura data-driven, é essencial que a empresa se comprometa ativamente com essa abordagem. Isso envolve a construção de um novo mindset que valorize os dados, o planejamento estratégico, o uso de ferramentas adequadas e o treinamento das equipes para que todos se habituem a utilizar e compreender os dados.

Aqui estão os pontos essenciais para alcançar isso e construir uma cultura data driven e construir uma empresa orientada por dados:

Comprometimento da Liderança: O comprometimento da alta administração é fundamental. Os líderes devem não apenas endossar a abordagem data-driven, mas também praticá-la em suas próprias decisões e ações. Isso envia um poderoso sinal para toda a organização de que os dados são uma prioridade e devem ser levados a sério.

Educação e Treinamento: Oferecer treinamento em análise de dados é essencial. Todos os funcionários, independentemente de sua função, devem entender como interpretar dados e usá-los em seu trabalho diário. Isso promove uma cultura de aprendizado e habilidades analíticas em toda a organização.

Acesso e Compartilhamento de Dados: Acessibilidade aos dados é fundamental. Os dados devem estar disponíveis para todos os departamentos e equipes que precisam deles. Promova a colaboração e o compartilhamento de ideias, para que todos possam se beneficiar do conhecimento gerado pelos dados. Uma boa prática para ajudar as equipes a entenderem os dados é apresentá-los de forma visual, como neste modelo de relatório de marketing:

Relatório de revisão do ano

Monitoramento de Desempenho: Estabeleça métricas e indicadores-chave de desempenho (KPIs) para avaliar o progresso da cultura data-driven. O monitoramento contínuo permite que a organização avalie o impacto das iniciativas baseadas em dados e faça ajustes conforme necessário para melhorar o desempenho e os resultados.

Por fim, é fundamental criar um ambiente que estimule a inovação e proporcione autonomia para as equipes possam usar os dados e tomar decisões, sem restrições desnecessárias que dificultem a tomada de decisão rápida e mesmo a realização de testes.

Como aplicar o data driven marketing na sua empresa?

O Data Driven marketing depende inteiramente da adoção de uma cultura organizacional data driven. Tendo isso em mente, para aplicar o Data-Driven Marketing na sua empresa, é essencial adotar uma abordagem que englobe todas as áreas do negócio. 

Comece por definir claramente os objetivos e metas que deseja alcançar com essa estratégia, como o aumento das vendas, gerar leads ou a melhoria da retenção de clientes, por exemplo. 

Obviamente, é preciso priorizar a coleta de dados eficiente. Isso envolve a implementação de ferramentas de coleta de dados, como o Google Analytics, para rastrear o comportamento dos usuários em seu site. Dependendo do caso, considere adotar também sistemas de automação, como o HubSpot para coletar e consolidar dados de leads e clientes.

A análise de dados é o próximo passo crucial e o mais importante. Utilize ferramentas avançadas de análise, como o Google Looker Studio, para extrair conhecimentos valiosos a partir dos dados coletados. Isso pode ajudar a identificar tendências, padrões e oportunidades que serão fundamentais para a tomada de decisões informadas.

Além disso, a automação de marketing para a execução eficaz de campanhas segmentadas e personalizadas pode ser uma ferramenta interessante, dependendo do tamanho da sua base de clientes e leads. Plataformas como o Mailchimp ou o Marketo são bons exemplos e podem ajudar na implementação de campanhas automatizadas com base no comportamento do usuário.

Para otimizar suas ações, a realização de testes A/B é essencial. Isso pode ser feito manualmente ou com o auxílio de ferramentas como Optimizely, que permitem comparar diferentes elementos de suas campanhas e determinar quais abordagens são mais eficazes.

Por fim, é igualmente importante investir no treinamento da equipe para garantir que todos compreendam e utilizem essas ferramentas de forma eficaz. Acompanhe continuamente o desempenho de suas estratégias de Data Driven e faça ajustes com base nos resultados para garantir o sucesso a longo prazo.

Pro tip: Use recursos visuais, como este cronograma abaixo, para planejar e visualizar a sua estratégia de implementação de Data Driven marketing.

Roteiro do cronograma da estratégia de dados

Diferença entre data driven e analytics driven

Data-driven e analytics-driven são abordagens relacionadas, mas com focos ligeiramente diferentes em relação aos dados. 

Data driven coloca ênfase na coleta, organização e utilização de dados para tomar decisões com base em dados. Essa abordagem envolve a aquisição de dados de várias fontes, seu armazenamento e a análise para obter insights sobre o contexto e as tendências, permitindo que as decisões sejam baseadas em informações sólidas.

Por outro lado, analytics driven é ainda pouco usado no Brasil e concentra-se especificamente na análise de dados e vai além da coleta e visualização de dados, empregando técnicas avançadas, como modelagem estatística e aprendizado de máquina, para encontrar padrões e contextos nos dados. Essas análises avançadas ajudam a tomar decisões com base em dados e descobertas valiosas obtidas através deles.

Ou seja, “data-driven” é mais amplo e envolve o uso geral de dados para orientar a tomada de decisão, enquanto “analytics-driven” se aprofunda na análise dos dados, buscando insights significativos e pode ser usada como uma ferramenta em uma estratégia data driven. Os dois processos se complementam, e muitas vezes o analytics drive está incluído na estratégia Data Driven sem que seja nomeado com algo específico. 

Perguntas frequentes

Por que é importante ter um negócio data driven?

Um negócio data-driven permite tomar decisões informadas com base em evidências, em vez de depender de intuição, tentativas pouco embasadas ou suposições. Isso leva a estratégias mais eficazes, otimização de recursos e maior compreensão do cliente. Além disso, uma abordagem data-driven ajuda a identificar tendências, antecipar mudanças no mercado e manter a empresa ágil e competitiva. A capacidade de medir o desempenho e adaptar-se rapidamente com base nos dados é crucial para o sucesso a longo prazo, proporcionando uma vantagem significativa no ambiente de negócios.

Como aplicar o data driven marketing na sua empresa?

Para implementar o Data-Driven Marketing na sua empresa, comece definindo metas claras e mensuráveis. Em seguida, estabeleça um sistema eficiente de coleta de dados, utilizando ferramentas como Google Analytics e sistemas de automação de marketing. Analise profundamente esses dados para extrair insights valiosos. Segmentação de público é essencial, utilizando sistemas CRM para personalização de mensagens. Automação de marketing, testes A/B e personalização de conteúdo também são etapas cruciais. E o fundamental: treine sua equipe e monitore continuamente o desempenho para ajustar estratégias.

Diferença entre data driven business e data driven marketing

A principal diferença está na sua abrangência e aplicação. Uma empresa data driven, se refere a uma organização que baseia todas as suas operações, estratégias e tomadas de decisão orientada por dados, impactando todas as áreas da empresa, incluindo gestão data driven. Já o data-driven marketing se concentra no uso de dados para informar estratégias de marketing digital, desde segmentação de público, personalização de conteúdo até otimização de campanhas. Enquanto ambos valorizam a análise de dados, data analytics e business intelligence, o primeiro abrange toda a empresa, enquanto o segundo está focado nas práticas de marketing.

Conclusão

Em tempos de negócios e mercados em constante mudança, adotar a cultura data driven é mais do que uma tendência, é uma necessidade. É como ter um superpoder nos negócios. Usar dados para tomar decisões inteligentes, ajustar estratégias e entender o cliente é a chave para se destacar. Essa mentalidade data driven não se limita ao marketing, mas se espalha por todos os cantos da empresa, moldando o caminho para o sucesso. 

À medida que a tecnologia avança, aproveitar os dados disponíveis se torna ainda mais vital. Quem embarca nessa jornada estará pronto para enfrentar os desafios e proporcionar valor duradouro aos clientes. O futuro dos negócios é definitivamente data driven.