Passo a passo para realizar um processo seletivo eficiente

By Sólides, Feb 05, 2020

como fazer um processo seletivo

Um dos principais focos do RH é a realização de um processo seletivo eficiente no recrutamento e seleção. Ele envolve diversas etapas e avaliações que identificam se o candidato realmente está apto ou têm o perfil ideal para a vaga.

É preciso analisar do perfil técnico ao comportamental, garantindo a contratação da pessoa certa para a vaga certa. Segundo a Page Personnel, 9 em cada 10 pessoas contratadas pelo currículo são demitidas pelo comportamento. Por isso, é essencial que o processo seletivo seja feito de forma correta.

Por existirem várias formas de ser realizado, muitos RH’s ainda têm dúvidas de como efetuá-lo. Abaixo, explicaremos desde o que é o processo seletivo até como aplicá-lo de forma correta na sua empresa. Continue a leitura para entender!

O que é processo seletivo?

O processo seletivo, é um conjunto de técnicas utilizadas para filtrar e selecionar candidatos para uma vaga específica. É por meio dele, que o RH analisa desde o currículo até o mapeamento das competências exigidas pelo cargo.

processo seletivo rh

Fonte: Pixabay

É visto como um processo por ser dividido em diversas etapas. Existem vários tipos de fases aplicáveis, assim como, dinâmicas, entrevistas, rodas de conversas, gamificação e muito mais. O RH precisa saber exatamente que tipo de perfil ele quer contratar para cada cargo podendo assim, estrategicamente, definir as etapas para cada um deles.

Por que descobrir o perfil ideal para cada vaga?

Antes de iniciar o processo seletivo, é preciso realizar uma engenharia de cargos, ou seja, definir quais as competências necessárias que a vaga demanda. Exemplo: como Desenvolvedor Full Stack, a pessoa necessita ter um perfil mais analitico ou comunicador? Muitas características comportamentais influenciam na forma como a pessoa se adaptará às demandas exigidas pelo cargo.

Assim como as habilidades técnicas, o perfil comportamental também é fundamental para selecionar o candidato ideal. Por meio dos currículos, o RH analisará as experiências, habilidades, conhecimentos e outros. O perfil comportamental entregará uma espécie de relatório de mapeamento completo das competências do candidato e se são compatíveis ao cargo e juntando ambas as análises, o recrutador terá uma contratação bem mais eficaz.

Pessoas com o perfil comportamental compatível ao cargo, tem chances maiores de se tornar um colaborador de alta performance e desempenhar melhor o seu trabalho. Além de se adaptar melhor nas equipes e permanecer mais tempo na empresa, reduzindo assim, a rotatividade.

Como mapear o perfil comportamental dos meus candidatos?

A grande questão é saber como mapear o perfil dos candidatos, mas é simples. O RH precisa aplicar um teste de perfil comportamental, por isso, é importante fazer uma pesquisa a fundo das opções que o mercado oferece e, dessa forma, conseguir selecionar aquele com o maior benefício para sua empresa.

mapear perfil comportamental

Fonte: Pixabay

Abaixo, seguem 3 passos para iniciar o processo de mapeamento dos candidatos:

1. Analise as opções do mercado

Testes de perfil comportamental existem em grande quantidade no mercado atual. É fundamental a pesquisa sobre os benefícios, experiência de clientes, valores e realização de testes, para garantir que o produto é eficaz. Peça devolutivas, dessa forma, terá uma certeza maior que ele corresponde aquilo que o RH precisa.

2. Mapeie os colaboradores

Esse é o passo inicial para começar a construir a engenharia de cargos, que será utilizada para avaliar a compatibilidade do candidato com o cargo. Mapeando os colaboradores, o RH terá em mãos, o perfil de colaboradores de alta performance, identificando assim, as competências ideais de determinada vaga.

A partir disso, será possível criar a engenharia de cargo e entrecruzar as competências do candidato com a vaga. Essa fase, pode ser um pouco mais complexa e muitos RH’s optam por softwares de RH que auxiliam nesse processo.

3. Aplique o mapeamento no processo seletivo

Após realizar o primeiro e segundo passo, chegou o momento de aplicar o teste durante o processo seletivo. Realize dinâmicas, entrevistas e o que for necessário — que se adeque aos requisitos da vaga — para selecionar o candidato.

Como realizar o processo seletivo em 5 passos?

processo seletivo

Fonte: Pixabay

Como havíamos falado no início do artigo, ter um processo seletivo realmente eficaz é um dos principais desafios do RH. Conseguir contratar a pessoas certa para a vaga certa traz vantagens como a redução da rotatividade, equipes mais produtivas e maior engajamento com a cultura organizacional.

Um recrutamento e seleção, necessita de diversas etapas, pois garante dessa forma, que o RH e os gestores tenham total conhecimento sobre as habilidades técnicas e comportamentais do candidato.

Agora que você já sabe a importância de aplicar o teste de perfil comportamental durante o recrutamento e seleção, é preciso dar início a esse processo. Mas como deve ser feito?

1. Entenda e monte as necessidades da vaga

Entenda e monte as necessidades da vaga

Fonte: Pixabay

Você precisa entender por completo o que a vaga requer como experiência, habilidade e competências. Assim como citamos durante o texto, esse passo é feito por meio de uma engenharia de cargo, no qual é definido alguns pontos principais:

  • conhecimento e habilidades técnicas;
  • posicionamento e atitude demandada pelo cargo;
  • tarefas que devem ser realizadas;
  • a quem deve responder e o contrário (se houver);
  • e quais as competências do cargo.

É essencial a definição e descrição desses pontos, pois a partir deles poderá filtrar aqueles que já têm as características similares às definidas. Com a descrição pronta, o RH poderá seguir para o próximo passo:

2. Faça a divulgação da vaga

Para realizar a divulgação, você pode optar pelas redes sociais ou por outros diversos canais de anúncio de vagas. Se tiver um time de social, converse com eles para alinhar artes e conteúdos que falem sobre a cultura, objetivos e benefícios da vaga que possam atrair as pessoas mais talentosas.

Existem diversas páginas de carreira e sites de emprego que podem auxiliar na atração de pessoas com o perfil ideal para a vaga. Por isso, assim como o teste de perfil, faça uma pesquisa sobre os canais disponíveis no mercado.

Algumas empresas que optam por softwares de recrutamento e seleção para auxiliar nos processos e na gestão de pessoas, adquirem junto ao sistema, páginas personalizadas para a própria empresa, podendo utilizá-las para a divulgação das vagas.

3. Filtre os currículos

filtragem currículos rh

Fonte: Pixabay

É normal que o RH receba diversos currículos que não se encaixam as demandas do cargo e é por isso que a triagem inicial é tão importante. Eliminando os currículos que não se assimilam a vaga divulgada, o processo e tempo de seleção será otimizado, auxiliando o ganho de tempo do RH.

Existem diversos sistemas que realizam a triagem do currículo, automatizando todo o processo manual de analisar os currículos um a um. Com o avanço da tecnologia, novos softwares de RH tem se estabelecido cada vez mais no mercado e auxiliando no desenvolvimento e exclusão do trabalho manual do RH.

4. Realize as primeiras entrevistas

entrevista de emprego rh

Fonte: Pixabay

Depois da triagem dos currículos e a seleção dos candidatos que se manterão no processo seletivo, é hora de convidá-los para as primeiras etapas. Mas antes de iniciar, é importante se lembrar de criar entrevistas estruturadas e estratégicas para que o processo saia de forma certa.

Crie um ambiente harmônico para que os candidatos se sintam à vontade. Alguns candidatos já se preparam e costumam levar o próprio currículo em mãos, mas por precaução, tenha sempre disponível uma cópia para que você possa tirar dúvidas e anotar informações extras e que considere importantes. Não se esqueça que os candidatos também possam ter dúvidas e deixe a conversa aberta para que ele faça eventuais perguntas.

Muitas empresas optam por realizar mais de uma entrevista, mas isso fica a critério do RH. Se ele acreditar que mais de uma entrevista é necessária, pode variar entre os gestores, as equipes ou um colaborador da área.

5. Aplique testes técnicos e de comportamento

Chegou o momento de aplicar testes comportamentais e técnicos. É a partir dessa etapa, que o RH conhecerá mais a fundo cada candidato. O número de testes varia de acordo com o tempo, orçamento e necessidade. Sendo assim, podem ser realizadas dinâmicas em grupo, testes técnicos, lógica, conhecimento, línguas e o teste de perfil comportamental.

teste comportamental rh

Fonte: Pixabay

Tendo em vista todo o conhecimento adquirido ao início do texto sobre a necessidade de mapear o perfil comportamental do candidato, compreendemos que dessa forma, o RH consegue identificar a pessoa com a maior aptidão para o vaga. Mas, a comparação das competências com a do cargo, é um trabalho moroso, sendo necessário um software que torne mais ágil esse processo.

Após seguir o passo a passo para realizar um processo seletivo eficiente, a empresa terá vantagens enormes como a contratação de talentos, equipes de alta performance, colaboradores mais engajados, cultura e clima organizacional mais fortes e uma empresa que segue um processo de gestão comportamental, que é uma das maiores tendências do mercado atual na área de recursos humanos e gestão.

Agora que você já sabe como realizar um processo seletivo eficiente, que tal aprimorar os próximos passos e entender o que é a gestão comportamental e como ela impacta a sua empresa.

Este conteúdo foi desenvolvido originalmente por Renata Araújo, analista de marketing da Sólides, empresa que oferece plataforma completa de Gestão de Talentos com People Analytics e Gestão Comportamental.

About Sólides

A Sólides é uma startup que desenvolve Software de Gestão Comportamental de Pessoas que aumenta a produtividade dos colaboradores e reduz custos de rotatividade.