Marketing de conteúdo: 24 dicas de especialistas da LATAM

By Cecilien Dambon, Dec 21, 2018

Marketing de conteudo headerO conteúdo é certamente uma das palavras mais usadas na indústria de marketing. O marketing de conteúdo ganhou uma popularidade incrível na última década, mas não entenda mal: o conceito existe há centenas de anos.

Em 1888, quando a Johnson & Johnson lançou uma publicação chamada “Métodos Modernos de Tratamento Antisséptico de Feridas”, direcionada a médicos que usavam bandagens, a empresa usou o conteúdo para disseminar informações sobre a marca e desenvolver sua reputação. (Fonte: https://contentmarketinginstitute.com/2016/07/history-content-marketing/)

Vídeos, infográficos, boletins informativos, webinários, ebooks e até histórias de mídia social são apenas uma forma mais popular de divulgar essas informações em um mundo digital.

E melhorar no marketing de conteúdo é uma necessidade para dar visibilidade à sua marca!

Oferecemos aos nossos usuários a oportunidade de perguntar qualquer coisa sobre marketing de conteúdo, e obtivemos a valiosa participação de 12 especialistas em marketing de conteúdo da LATAM para responder às suas dúvidas.

Se você já está envolvido no marketing de conteúdo diariamente, ou está apenas procurando informações sobre como iniciar sua primeira campanha de marketing de conteúdo, eu prometo que você irá se beneficiar destas respostas.

Para obter conselhos mais úteis sobre as perguntas e respostas acima, convido-o a deixar-nos um comentário e seguir os especialistas apresentados neste post em suas redes sociais.

 

Gabriela HuertaGabriela Huerta, palestrante internacional, México
Twitter

Como o Marketing de Conteúdos ajuda a reduzir os custos de aquisição

O que é o Marketing de Conteúdos?

É uma técnica que consiste em criar e distribuir materiais como artigos, imagens, vídeos, etc. em mídia digital. O objetivo dessas táticas é educar, atrair e, finalmente, incentivar as vendas. O conteúdo deve ser projetado para o público, ou seja, para dar-lhes algo útil como, por exemplo, infográficos, instruções, receitas e gráficos que atraiam a atenção do público-alvo.

Como começar

Conheça o seu alvo: não basta pensar na demografia (idade, sexo e lugar). Devemo-nos colocar no lugar de nossos consumidores e entender melhor a psicografia: seus gostos, interesses e até mesmo as coisas de que não gostam, o contexto em que vivem e as notícias relevantes do dia.

Então, um calendário editorial deve ser preparado, no qual devemos ter em mente as festividades gerais, bem como as particulares. Por exemplo, se somos uma empresa de tecnologia, além de termos em mente as datas do Black Friday, Natal e Carnaval, devemos considerar o dia 4 de maio (pois é o dia de Star Wars), bem como as datas de lançamento do software de interesse.

Conclusão

O Marketing de Conteúdos é um exercício de empatia com o nosso público. É entendê-los, captar sua atenção e dar-lhes algo valioso, construir um relacionamento, posicionar-se e conquistar sua compra e preferência. Isso reduz os custos de aquisição, já que não teremos que começar “do zero” para nos posicionarmos. É importante manter a consistência e interação com os usuários ao longo do tempo.

Uma das principais vantagens de usar meios digitais em vez de tradicionais é que, no digital, podemos obter o feedback de nossos públicos. Vamos usar isso para nossa vantagem e iremos interagir com as pessoas, não deixemos uma grade de conteúdo automatizada ou esqueçamos aqueles que têm interesse no que estamos comunicando. Através da interação e do cuidado com o público, podemos atrair novos clientes, reduzindo custos de aquisição de novos clientes, incentivando as vendas, recompra e fidelização à nossa marca.

 

Lorena Amarante

Lorena Amarante, CEO e cofundadora da OM Latam, Argentina
Website

“Qual deve ser o ritmo das publicações? Meu concorrente publica novos conteúdos toda semana.”

Uma das minhas frases favoritas é que devemos ser amigáveis com nossas próprias métricas, é claro, que seguir nossa competição é saudável, mas não obcecado com a frequência da postagem. Sugiro também pensar em ser relevante, ter algo a dizer que agregue valor e, claro, estar vinculado a territórios de marcas e objetivos comerciais. Eu trago outra frase que podemos trazer para o contexto digital, falar quando suas palavras são mais importantes que o silêncio.

Como encontrar ideias para conteúdo?

Que você encontre a inspiração em ação! Hoje existem muitas ferramentas disponíveis que nos permitem obter insights de audiência, bem como entender as conversas mais relevantes para o nosso público, criar listas, configurar seguidores por hashtags, trabalhar com alertas, ferramentas de monitoramento e de escuta social, bem como rastreamento de ativos digitais vinculados a temáticas que permitem uma bateria de recursos importantes que nos facilitem ter musas digitais de inspiração para criar.

 

Ana Codeglia

Ana Codeglia, analista de marketing na Hotmart
LinkedIn / Website

Como faço para encontrar ideias de conteúdo?

O primeiro passo para ter boas ideias de conteúdo é entender exatamente quem é sua persona, ou seja, para quem você está falando.

De nada adianta criar conteúdos que você considera sensacionais se seu consumidor ou potencial cliente não está interessado naquilo, não é verdade?

Por isso, o melhor conteúdo é aquele que seu leitor deseja e, principalmente, aquele que ele precisa para solucionar um problema.

Agora, respondendo à pergunta com alguns insights mais práticos, vamos ver 3 dicas que podem te ajudar a botar a mão na massa:

1. Faça pesquisas de palavra-chave

Existem muitas ferramentas de palavra-chave que vão te ajudar a entender o que seu público está procurando na internet e, ainda, te dar ideias de termos relacionados ao seu nicho de mercado.

Se você possui um curso online de automaquiagem, por exemplo, pode jogar a palavra-chave “automaquiagem” no Google KeyWord Planner e ver quais outras ideias ele te sugere.

Nesse caso, alguns insights são “maquiagem para noite”, “dicas de maquiagem”, “maquiagem para o dia”, “maquiagem para festa” e “maquiagem para casamento”.

Além de receber as ideias, você também consegue entender o volume de busca mensal de cada termo, o que permite definir sua estratégia e ter melhores resultados.

keyword

A própria barra de busca do Google também pode te dar insights de temas que você pode abordar, na sessão As pessoas também perguntam.

makeup videos

2. Analise seus concorrentes

Sim, ver o que seus concorrentes estão fazendo é fundamental para ter ideias de conteúdos para abordar em seu blog e redes sociais.

Não se trata de copiar o que os outros estão fazendo, mas sim de ter novas ideias e oferecer textos ou vídeos ainda melhores para seu público.

Além de visitar suas páginas frequentemente, você também pode usar ferramentas como a SEMRush para ver quais palavras-chave eles estão usando e outros dados importantes.

3. Utilize o Answer the Public

Este website é muito simples de usar e pode dar milhares de ideias de conteúdos que você pode abordar.

Basta você jogar a palavra-chave desejada e ele irá sugerir várias perguntas relacionadas a esse tema!

answer the public

Estefania Cárdenas

Estefania Cárdenas, Palestrante de Marketing influente, México
Website / Twitter / LinkedIn

Ainda vale a pena ter um blog?

É claro, o conteúdo que você gerencia em uma rede social acaba sendo tecnicamente de propriedade dessa rede, ou seja, caso você gerencie um twitter muito bom e ele desapareça, você não terá mais nada, um blog é seu e você pode estruturar todo seu conteúdo. Não é fácil e requer tempo, mas é a pista de pouso para todo o movimento que você gera em redes.

Quais são os benefícios que posso obter com o marketing de conteúdos?   

O marketing de conteúdos contribui, o tempo que as pessoas passam lendo você deve ser de alguma forma remunerado, o melhor reconhecimento que você pode dar a eles é publicar informações que sejam relevantes e úteis para eles.

Qual é a sua dica de marketing de conteúdo n.º 1 que pode ajudar minha empresa a obter clientes potenciais de qualidade?   

Conhecer seus clientes. Você nunca pode criar um bom conteúdo se não sabe no que seu público tem interesse. É muito fácil, pergunte a eles o que lhes interessa sobre a área ou negócio em que você está.

Quais são as formas mais inteligentes de aumentar o tráfego para um site?   

Não conheço a maneira mais inteligente. Eu conheço a mais eficaz disponível que é ajustar e operar todas as engrenagens do marketing digital, olhar para o seu site como a pista de pouso e enviar aviões de todos os destinos. Use redes sociais, correspondência, parcerias e colaborações, entre muitas outras coisas.

Como você diferencia o conteúdo do topo do funil da parte média/inferior?   

A parte superior deve receber informações gerais e breves, lembre-se de que o funil serve de filtro, quanto mais passos o cliente percorre, mais seguro é seu interesse e mais específica é a informação que ele deve receber.

 

David Ricardo Garcia

David Ricardo García, Gerenciador de Conteúdos, Doinmedia, Colômbia
Website

Marketing de Vídeo – Marketing de Conteúdos: Como posso começar a criar um vídeo e promovê-lo sem um grande orçamento?

Existem várias necessidades de marca satisfeitas pelos conteúdos em formato de vídeo. Para encontrar o equilíbrio entre os orçamentos, a qualidade do vídeo e seu objetivo, é necessário considerar o impacto que o vídeo terá em um determinado público para um propósito específico e diferenciar os conteúdos de curto prazo daqueles de longa duração ao longo do tempo.

Duas ideias para ilustrar:

1. Otimize a produção de um vídeo de convite para um evento.

O público de interesse está no YouTube e um anúncio em vídeo de 10 segundos seria ideal para uma campanha cujo objetivo seja convidar para esse evento.

Opção orçamento grande: As equipes de produção podem ser movidas a gravar entrevistas com os palestrantes e dar um intervalo de tempo na turnê até chegarem ao auditório e, no final, um personagem animado em 3D cumprimenta o público. A orquestra filarmônica da cidade é contratada para musicar com música original.  

Custo de produção: 100 000 USD

Investimento na diretriz: 30 000 USD

Opção de orçamento moderado: solicite fotografias de qualidade dos palestrantes e use-as com uma animação 2D simples, mas elegante, ofereça informações importantes sobre o evento, grave um discurso com o convite e use músicas de bancos que concedam permissão para reprodução.

Se a campanha durar 15 dias e forem investidos 1000 USD em orçamento na diretriz, um vídeo cuja produção exceda os 5000 USD será certamente exagerado.

Uma abordagem que considera variáveis de investimento, público-alvo, objetivos e opções de produção oferece alto valor ao tomar essas decisões.

2. Faça vídeos explicativos.

Um vídeo explicativo pode ser, em certas ocasiões, uma solução de comunicação que não requer grandes orçamentos. Contar uma ideia, explicar um processo ou fazer uma campanha de prevenção da saúde entre outros objetivos, pode ser conseguido através de um vídeo animado que não requer produção em campo, mas apenas edição de animações.

Um ponto a favor deste formato é que na maioria dos casos é válido por um longo tempo.

Como convencer minha equipe gerencial de que o marketing de conteúdos funciona?

A melhor maneira de fazer isso é traduzir os resultados do gerenciamento de conteúdo em métricas de negócios. Levar dados como alcance, novas visitas ao site ou blog, interações e reproduções, e convertê-los após uma análise integral, em informações de valor para o negócio: Posicionamento, intenção de compra, registros ou leads efetivos, reputação da marca, vendas on-line após a consideração pela leitura do artigo, aumento de vendas em pontos anunciados no conteúdo, entre outros.

Como posso medir a eficácia do marketing de conteúdos?

Com uma análise integral que relaciona a estratégia e ações de marketing de conteúdo com o retorno do investimento, direta ou indiretamente. Uma visão ecossistêmica que une as ações e não as toma separadamente, com uma estratégia clara que identifica cada canal e formato com papéis e objetivos.

No final, trata-se de beneficiar a marca em seu processo de vendas, desde o impacto ou posicionamento, passando pela consideração, compra e retorno.

Também é necessário ter uma visão e uma análise de custos a longo prazo: um único artigo de blog de três ou quatro parágrafos bem posicionados organicamente nos mecanismos de busca (SEO), pode-se tornar mais eficaz e econômico em seis meses ou um ano, do que um anúncio de duas linhas continuamente promovido durante o mesmo período.

 

Vitor Peçanha

Vitor Peçanha, co-fundador da Rock Content, maior empresa de marketing de conteúdo do Brasil
LinkedIn / Website

Qual é o conselho de marketing de conteúdo n.º 1 que pode ajudar o meu negócio a gerar clientes potenciais de qualidade?

A famosa citação “não sei o segredo do sucesso, mas o do fracasso é tentar agradar todo mundo” se aplica perfeitamente ao marketing de conteúdo. Nenhum conteúdo criado irá gerar potenciais clientes se você não souber exatamente o perfil desses clientes.

Por causa disso meu conselho número 1 é sempre a criação de uma persona, um personagem fictício que representa seu público ideal e é quem você precisa ter em mente toda vez que for criar alguma peça de conteúdo.

Apesar de fictícia (com nome, idade, profissão, etc), a persona deve sempre ser criada tendo como base pesquisas e dados, pois se ela não for feita dessa maneira, se tornará simplesmente uma visão sua, que pode estar dissociada da realidade e ser muito pouco eficiente.

Uma pesquisa de persona pode ser feita de várias maneiras:

  • Conversando com seus vendedores, para saber qual o perfil de cliente que possui mais chance de fechar negócio.
  • Enviando um formulário para seus clientes atuais, perguntando sobre o perfil e hábitos deles.
  • Fazendo pesquisas em redes sociais, como por exemplo avaliando o perfil do LinkedIn de profissionais parecidos com o seu público
  • Criando uma pesquisa de mercado, muito útil caso você ainda não possua clientes.

Esse é meu conselho número 1, pois a única maneira de se ter resultados com marketing de conteúdo é lembrando que o conteúdo não é feito para você, mas sim para sua persona.

 

Julia Vidigal Munhoz

Júlia Vidigal Munhoz, Head de Marketing e Conteúdo, mobLee, Brasil
Website / LinkedIn

Como você diferencia o conteúdo para topo do funil do conteúdo para meio / fundo do funil?

Resposta: No Inbound Marketing, tem inúmeros pontos para se prestar atenção antes de começar a escrever um conteúdo e trazer resultados. Mas um dos principais pontos que observo os profissionais se confundindo e errando, é o funil de vendas. E embora seja importante entender os passos do funil, desenvolver estratégias para conduzir os leitores e converter vendas, isso é mais normal do que pensamos…

Então, vou tentar resumir cada etapa do funil de vendas:

Topo do Funil (ToFu): o visitante está na fase de reconhecimento do problema e está com dúvidas de quais são as suas necessidades. Essa etapa é a que mais trás tráfego para o seu site e entender como guiá-lo corretamente para as outras fases é importante para transformar todo esse tráfego em qualificado.

Meio de Funil (MoFu): já na etapa intermediária, o lead já está buscando resolver seus problemas, mesmo que não tenha exatamente a ideia de como fazer isso. Por isso a importância de fornecer dicas.

Fundo de Funil (BoFu): é nessa última etapa que você transforma os leads qualificados em oportunidades, pois estão em busca de soluções. E é claro, a sua é a melhor delas, não é mesmo? Por isso, prepare-se, é hora do seu time de vendas abordá-lo!

 

Eder Gonçalves

Eder Gonçalves, Content Marketing Coordinator, Informa Exhibitions, Brazil
LinkedIn

Ainda vale a pena ter um blog?

Com certeza, vale a pena investir em um blog – principalmente para negócios que tem como objetivo ganhar visibilidade e marcas que trabalham com produtos/serviços complexos. Digo isso porque, a partir de uma estratégia de criação de conteúdo relevante, o blog tende a tornar-se uma verdadeira referência sobre o assunto no mercado em que a marca está inserida, o que reflete em autoridade e confiança junto aos consumidores. Além de atrair a atenção para muitas pessoas que nem sabiam dos produtos/serviços da empresa, já que a constância na publicação de conteúdo gera volume de tráfego para o site da empresa. Aliás, por se tratar de um canal próprio, o blog pode receber uma série de artigos explicativos sobre algum produto/serviço que o público tenha dificuldade de entendimento da utilização.

Quais são os benefícios que posso obter do marketing de conteúdo?

Atração de novos clientes realmente interessados no seu produto/serviço é o maior benefício que o marketing de conteúdo. Dando um passo além, é possível melhorar o relacionamento com quem já é cliente a partir da interação com a marca, também considere o aumento da fidelização como resultado da entrega de conteúdo altamente relevante e de valor para o público. Pensando em budget, o marketing de conteúdo é 62% mais barato que o tradicional e gera 3 vezes mais leads, conforme aponta relatório da DemandMetric. E quando o assunto é retorno financeiro, considere a geração de oportunidades de vendas para leads maduros e o consumo espontâneo por um público engajado com as soluções propostas pelo seu produto/serviço.

 

Agnes PIres

Agnes Pires, Digital Marketing Consultant
LinkedIn

O que é necessário estudar ou aprender quando se inicia no campo do marketing digital?

Diferente de desenvolver campanhas publicitárias ou textos jornalísticos, o campo do marketing digital é um misto de estratégia e desenvolvimento de conteúdo. Não adianta focar apenas em como redigir bons textos e persuadir clientes, com estratégias que chamem atenção. Quando a pessoa entra nessa área, ela deve estar comprometida com os resultados finais a serem alcançados por uma determinada marca, estudar KPI, CTA, CTR e demais métricas de conversão, são tão importantes quanto saber que preocupar-se em desenvolver conteúdos que performem bem em SEO.

Como tornar seu conteúdo mais interessante com recursos visuais?

Invista em infográficos! Eles devem resumir ideias em gráficos atrativos e que sejam simples de entender. Um bom infográfico pode  persuadir e entreter, além de informar. Para tanto, é preciso anteriormente topificar as ideias, elencar as prioridades e somente depois disso, transformá-las em um infográfico. Uma boa fonte de referência de pesquisa é o Pinterest, onde existem inúmeros infográficos sobre qualquer tipo de assunto, desde culinária, universo esportivo e até mesmo sobre o marketing digital, entre muitos conteúdos.

O que devo procurar em um profissional de marketing de conteúdo para minha empresa?

Comprometimento e visão estratégica, ele deve pensar de que forma a marca precisa convencer o público final acerca da qualidade da empresa e saber diversificar os meios e recursos em que irá desenvolver conteúdo. Textos para blogs, infográficos, conteúdos para mídias sociais são essenciais, porém, o marketing de conteúdo precisa se aproximar também de ocasiões presenciais. Que eventos podem ser idealizados para aproximar a marca de quem ela almeja?

 

Joao Lourenço Silva

João Lourenço Silva Junior, Freelancer Content Producer, Brazil
LinkedIn

Como reduzir o CAC da sua empresa com Marketing de Conteúdo

Cada vez mais as empresas estão apostando na produção de conteúdo. A Rock Content ouviu em uma pesquisa mais de 3.000 respondentes entre empresas de diversos setores e profissionais da área de marketing.

O resultado: 73% dos respondentes afirma usar estratégias de marketing de conteúdo para gerar negócios, e dos que não adotam, 61,8% afirmam que tem a pretensão de fazê-lo.

O fato é que os canais digitais permitem a pequenas/médias empresas e a profissionais, que tenham espaço e consigam impactar seus clientes de forma precisa, em pé de igualdade com grandes players.

Uma das melhores estratégias para isso, dada a simplicidade de implementação e custo baixo é o marketing de conteúdo.

Veja abaixo algumas ações que você pode tomar a partir da produção de conteúdo para reduzir o CAC da sua empresa:

Mapear a jornada de compra da persona

O marketing de conteúdo é a parte principal do inbound marketing, ou marketing de atração.

Aplicando o inbound você trabalhará com o funil de vendas, ou seja, você através de conteúdo relevante e útil ao seu lead, criará com ele um relacionamento.

Dessa forma, você saberá cada momento em que ele está e que tipo de conteúdo você vai usar para nutri-lo até o momento certo da compra.

Ao contrário do marketing tradicional, você não vai buscar clientes com anúncios intrusivos, irá criar conteúdo específico para um problema específico e atrair clientes organicamente através desse conteúdo.

Assim, você ganhará tempo na aquisição deste cliente. Quanto mais dúvidas você sanar antes do momento da venda, menos tempo precisará para quebrar objeções, qualificar, ou mesmo num possível suporte ao cliente.

Segmentar os leads

Baseado no conteúdo que o lead tem consumido de você, ficará fácil determinar quem é seu cliente, quais são suas necessidades e como chegar até ele com mais facilidade.

Isso te ajudará a direcionar de forma mais assertiva suas ações de marketing para alcançar os leads com mais eficácia.

Você pode criar listas de e-mails por assuntos que mais interessam ao lead, pode segmentar por estágio na jornada de compra ou até mesmo por formato de conteúdo.

Nutrir os leads

Geralmente 70% dos leads que chegam até você não estão prontos para comprar. Justamente por isso você vai precisar nutrir esse lead até o momento da compra. Você vai poder fazer isso através de e-mail marketing, por exemplo.

Se você sabe que esse lead tem um problema relacionado à produtividade, você vai enviar conteúdo sobre isso para ele. Sempre que publicar um conteúdo sobre o assunto, manda um e-mail dizendo, assim, você estará sempre presente na vida deles.

Conclusão

O consumidor moderno é munido de informação, consciente de suas decisões. O monopólio de informações que antes pertencia às empresas e seus vendedores não existe mais, basta “dar um Google”, buscar reviews em sites especializados ou mesmo nas redes sociais e pronto, o cliente terá as informações à mão.

Essa é a razão pela qual você precisa mostrar ao seu potencial cliente o conhecimento que possui, sem medo.

Quanto mais você demonstra conhecimento, mais gera confiança nas pessoas que buscam pelo produto ou serviço que você oferece e isso facilita que comprem da sua empresa.

Espero que este artigo tenha te ajudado a entender melhor como o conteúdo no contexto certo pode diminuir o seu CAC e ajudar a sua empresa a bater as metas de vendas.

Não deixe de comentar aqui o artigo com suas dúvidas, será um prazer continuarmos a conversa!

 

Abraham GeifmanAbraham Geifman, consultor, estrategista digital, escritor e orador principal

Como posso obter leitores para minhas publicações?

Existem duas maneiras:

1. Orgânica, através da colocação de hashtags ou etiquetas em publicações, e
2. Paga, através da promoção do seu conteúdo através de uma diretriz paga em redes como o Facebook

Que medidas devo avaliar quando se trata de marketing de conteúdos?

Uma das medidas mais importantes é o chamado “engajamento” ou interações, e consiste na soma de comentários, curtidas e/ou publicações compartilhadas.

Como posso aumentar a taxa de conversão do meu marketing de conteúdo?   

Uma proposta é sempre adicionar um apelo à ação ou “Call to Action” (CTA) no final do seu conteúdo, uma frase que convida a uma ação que representa uma conversão, registro ou download de algum material

 

Marcela Mexia

Marcela Mexia, Director General, Adirektiva SC, Mexico 
Website

O que eu digo no meu blog? Quais tópicos funcionam melhor?

Você deve determinar seu alvo, quem compra seus produtos? E não me refiro apenas a produtos, mas quem você quer que leia seus textos? Ter um blog dá a você a oportunidade de mostrar seu conhecimento técnico. Quanto mais segmentado for o seu alvo, mais chances você terá de se conectar. Lembre-se de que hoje você tem que ser assertivo, criar conteúdos para o seu micronicho; Crie valor para que o que você escreve seja tão bom e interessante que faça com que os leitores voltem para ler seus conteúdos. A verdadeira questão é: o que funciona para você? Escreva com base no seu objetivo.

infografico modelos